Wooden House | Girso Palma

NATAL FELICIDADE 2017

terça-feira, 18 de julho de 2017

Seis dicas para se preparar e evitar imprevistos em viagens de carro

As férias de julho são sempre um bom motivo para reunir a família ou amigos para viajar. Muitas pessoas acabam optando em se aventurar de carro, um dos motivos é que dessa forma pode sair mais barato ou ainda porque dá mais mobilidade e assim se aproveitam mais os cenários e lugares a se conhecer. Antes de pegar a estrada, é importante ficar atento a alguns cuidados que se deve adotar antes de viajar e também durante o passeio para não ser pego de surpresa.



1. Revisão do veículo: antes de qualquer coisa, a regra principal é fazer uma revisão do veículo para garantir a condição de dirigibilidade e a segurança de todos os ocupantes. O ideal é que o automóvel seja revisado a cada seis meses ou a cada 10 mil quilômetros, o que ocorrer primeiro.

2. Documentação atualizada: feito isso, é bom verificar também se a documentação do carro está em dia. “É muito importante que o motorista faça uma consulta para confirmar a situação do veículo para não correr o risco de ser parado em uma blitz e ter que ser notificado, tendo o prejuízo da multa, pontuação na carteira e ainda podendo ter a apreensão do automóvel. Hoje em dia, existem tecnologias que ajudam neste processo, como o aplicativo gratuito Emplacaí. Basta o motorista indicar a placa do veículo e o Renavam para consultar a situação e se programar para resolver possíveis pendências”, explica o CEO do app, Elizandro Schramm.

3. Uso obrigatório do farol baixo: desde o ano passado está em vigor a lei que torna obrigatório o uso de farol baixo durante o dia nas rodovias para garantir mais visibilidade e assim, evitar acidentes e dar mais segurança nas estradas. Segundo a Polícia Rodoviária Federal, os faróis baixos quando usados durante o dia permitem que o veículo seja visualizado a uma distância de três quilômetros por quem trafega em sentido contrário. Observe que em alguns lugares é obrigatório o uso de faróis baixos durante o dia inclusive dentro das cidades. Um exemplo é no Uruguai. Por isso, fique atento à legislação do destino onde você pretende visitar.

4. Celular com GPS: se você tem o hábito de consultar o celular para acessar aplicativos de GPS, fica o alerta. Isso pode causar multa, caso o motorista seja pego em flagrante por algum agente de trânsito. A infração é considerada gravíssima e o valor da autuação é de R$ 293,47.

5. Radar de velocidade: se você não está habituado a transitar em uma determinada rodovia, a atenção deve ser redrobrada aos radares de velocidade.  Em vias com velocidade de até 100km/h a margem de erro, ou seja, a velocidade máxima permitida, é de até 7km/h. Portanto, se você passar pelo radar com velocidade a 108km/h, será multado.

6. Multa em outro estado: e se mesmo com todos os cuidados você acabou levando uma multa durante a viagem, a infração será registrada pelo órgão autuador do estado em que você estava, mas a notificação fica acessível no DETRAN do estado onde está registrado o veículo. É possível recorrer de uma multa no DETRAN do seu município entregando alguns documentos solicitados.

Informações para a imprensa – Oficina das Palavras:
Patrícia Wippel – litoral2@grupoodp.com.br - (47) 3346-3797 / (47) 99994-1265

Nenhum comentário: