Wooden House | Girso Palma

Prefeitura de Lages

sexta-feira, 26 de agosto de 2016

Projeto Centro Lages compras e lazer tem a conclusão do cabeamento subterrâneo prevista para setembro

Depois do aceno positivo de que as obras de implantação da rede subterrânea de energia elétrica do centro de Lages deve ser concluída até setembro, o projeto Centro Lages compras e lazer poderá entrar em sua terceira etapa.
A notícia foi anunciada para empresários, lideranças e imprensa na quarta-feira (24), durante visita do presidente da Centrais Elétricas de Santa Catarina (Celesc), Cleverson Siewert, na Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Lages.
Com as obras físicas concluídas, é possível finalizar o projeto de revitalização em no máximo três anos, acredita a presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), de Lages, Rosani Pocai. “A parceria com a Celesc funcionou muito bem. Agora, seguiremos o planejamento do Centro Lages e desenvolveremos a terceira etapa do projeto, que visa capacitar e preparar os empresários para uma nova realidade”.


A Celesc foi a primeira parceira do projeto Centro Lages, lembra o coordenador regional do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), em Lages, Altenir Agostini. “Clewerson é um presidente bastante técnico e possui uma visão muito prática quando se fala de investimentos. Trata a empresa pública como privada e isso fez com que esse projeto esteja cada vez mais perto de se tornar realidade”.

O projeto de cabeamento subterrâneo de Lages é o segundo maior do Estado, com sete quilômetros, contemplando os dois lados das ruas. O investimento por parte do Governo de Santa Catarina é de R$8milhões. Além de melhorar a infraestrutura das ruas, a obra dará um aspecto mais moderno à região central da cidade. 
No projeto serão contempladas oito ruas: Coronel Córdova, Aristiliano Ramos, Correia Pinto, Nereu Ramos, Emiliano Ramos, Marechal Deodoro, Caetano Vieira da Costa e Quintino Bocaiúva e ainda, Praça João Ribeiro (Catedral), e calçadões das praças Túlio Fiúza de Carvalho e João Costa.
Postes serão substituídos e fios retirados
Um convênio firmado entre o governo do Estado, que disponibiliza R$600 mil, com a contrapartida de R$327 mil da Prefeitura prevê a substituição dos postes de concreto pelos metálicos e ainda a retirada de fios de empresas de telefonia, Tv a cabo e internet até dezembro.

A verba está garantida, afirma o presidente da Celesc, mas por conta do período eleitoral, só poderá ser repassada a partir de outubro. “Com a licitação e execução do convênio feita por parte do município, a expectativa é concluir todos os trabalhos e entregar para a comunidade até dezembro”
Texto e fotos Catarinas

Nenhum comentário: