Wooden House | Girso Palma

JASC 2017

sexta-feira, 12 de agosto de 2016

Defesa Civil e CAV Udesc instalam sensor hidrológico no rio Caveiras

Um sensor de nível será instalado entre esta quinta (11) e sexta-feira (12) no rio Caveiras, próximo à ponte do município de Painel, onde termina a parte mais montanhosa da bacia hidrográfica e inicia a planície de inundação que se estende até Lages, fator que motivou a escolha pelo espaço que receberá o equipamento.
 O secretário executivo da Defesa Civil, Jacques Alves, explica que o aparelho será colocado em local onde o rio não escapa para fora da caixa em dias de precipitação.

O serviço será realizado manualmente. Será possível saber se as águas do rio irão subir com seis horas de antecedência devido à grande intensidade das chuvas. Isso permitirá ampliar os cuidados junto às famílias ribeirinhas em Lages, já que as águas do rio Carahá desembocam no Caveiras e quando há o represamento ocorrem problemas como enchentes e alagamentos de vias urbanas, casas e estabelecimentos comerciais.
O aparelho é importado. Dois deles foram adquiridos pela Universidade do Estado de Santa Catarina a R$ 18 mil cada um, através de um convênio com a Financiadora de Estudos e Projetos (Finep). O segundo aparelho será instalado em local a ser definido – rio Carahá ou rio Ponte Grande.
Com o sensor, a altura do nível da água pode ser transformada em vazão, permitindo saber o volume pluvial que desce do Caveiras para a planície de inundação. Dotados do índice de vazão, somados outros dados, serão calibrado um modelo hidrológico e hidráulico, ocasionando a elaboração e desenvolvimento de um sistema de alerta à população abrangida por estas áreas.
O professor do departamento de Engenharia Ambiental da Udesc, no Centro de Ciências Agroveterinárias (CAV), em Lages, Silvio Luiz Rafaeli Neto, coordena o trabalho e esteve acompanhado por quatro acadêmicos. “A novidade está em encarar o desafio da implantação desse tipo de equipamento e sistema, algo que não é simples”, detalha. 

Pluviômetros
Já o aparelho de meteorologia usado para recolher e medir, em milímetros lineares, a quantidade de líquidos ou sólidos (chuva, neve, granizo) precipitados durante um determinado tempo e local denomina-se pluviômetro. O índice é medido em milímetros e consiste no somatório da precipitação num determinado local durante um período de tempo estabelecido. Lages conta com seis pluviômetros automáticos e mais três semiautomáticos instalados em pontos estratégicos para medição de índices acumulados de chuva.
Os seis pluviômetros automáticos estão instalados nos Centros de Atenção Integral à Criança (Caic) Nossa Senhora dos Prazeres, no bairro Santa Catarina, e Irmã Dulce, no Guarujá; na distribuidora de botijões de gás Índio, no São Miguel; na agência do Banco do Brasil do Coral; na agência dos Correios da rua Coronel Córdova e o outro no Cidade Alta, junto às torres de transmissão de comunicação. Os três semiautomáticos estão instalados no terminal rodoviário Dom Honorato Piazera (sede da Defesa Civil); no Alto da bacia do rio Caveiras, próximo a Painel, e no CAV.

Nenhum comentário: