Lixo no Lixo

terça-feira, 14 de abril de 2015

Autor de um golaço em sua estreia, Chico está no Inter 'para aprender'

Em sua chegada a Lages, Chico informou que, tanto quanto brigar por espaço no time do Internacional, ele estava no clube para aprender. 
"O pessoal disse para aproveitar ao máximo a presença do Reinaldo, do Marcelinho", disse ele em uma entrevista sobre o conselho que ouviu no Atlético Paranaense, seu clube de origem. O conselho foi seguido à risca: em seu jogo de estreia no time dos gols bonitos, no domingo, contra a Chapecoense, Chico ampliou a galeria colorada de golaços - e, de quebra, pôs o clube mais perto de uma vaga na Copa do Brasil de 2016.


Aos 19 anos, Chico é o jogador mais jovem do elenco do Internacional de Lages (ele completa 20 anos apenas no dia 5 de maio). O atacante é um dos cinco atletas que chegaram ao clube no fim fevereiro por meio de uma parceria entre o Colorado Lageano e o Atlético Paranaense, que cedeu o quinteto por empréstimo.
Francisco da Costa Aragão é natural de Taquari (RS), tem passagens pelas categorias de base de Grêmio e Internacional e também pela equipe profissional do Novo Hamburgo. No ano passado, deixou o Novo Hamburgo para se integrar ao time sub-23 do Atlético Paranaense.
Com 1,84m de altura, o jogador tem na presença de área, na força física e - como se viu no domingo, contra a Chapecoense - no potente chute de perna direita algumas de suas características mais marcantes. Ele já tinha sido relacionado pelo treinador Marcelo Mabilia inúmeras vezes desde sua chegada ao Inter, mas ainda não tinha tido a oportunidade de jogar.
No domingo, entrou em campo aos 25 minutos do segundo tempo. Aos 38, soltou a bomba, que fez as vezes de cartão de visitas. Se o mundo do futebol ainda não sabia quem era o menino de apelido simples, agora sabe. Muito prazer, Chico, do Inter de Lages.

Nenhuma empresa entrega o envelope à Prefeitura de Lages para participar do pregão

Como combinado em coletiva à imprensa, com o procurador do município Mauricio Batalha e o Presidente da Comissão Central Organizadora (CCO), Gilson Máximo de Souza, foi mencionado que o início do pregão está marcado para o dia 15 de Abril, quarta-feira.


Hoje, terça-feira (24), recebemos a informação que nenhuma empresa havia entregue o envelope para poder participar.
A preocupação aumenta, e a ansiedade também.



O que é o Pregão é uma das 6 modalidades de licitação utilizadas no Brasil, considerada como um aperfeiçoamento do regime de licitações para a Administração Pública Federal, Estadual, Distrital e Municipal.

Esta modalidade possibilita o incremento da competitividade e ampliação das oportunidades de participação nas licitações, por parte dos licitantes que são Pessoas Jurídicas ou Pessoas Físicas interessadas em vender bens e/ou serviços comuns conforme os editais e contratos que visam o interesse público.

Também chamado de Leilão Reverso ou Holandês, o Pregão é realizado em lances sucessivos e decrescentes, no chamado "quem dá menos" (NBS). Desta forma, a Administração Pública, que está comprando, gera economia, o que significa o bom uso do dinheiro público.

O pregão pode ser Presencial (onde os licitantes se encontram e participam da disputa) ou Eletrônico (onde os licitantes se encontram em sala virtual pela internet, usando sistemas de governo ou particulares). O designado responsável pelo pregão tem o nome de Pregoeiro.

O pregão é caracterizado por inverter as fases de um processo licitatório comum regido pela lei 8.666/93. Ou seja, primeiro ocorre a abertura das propostas das licitantes e depois é procedido o julgamento da habilitação dos mesmos. O Pregão é regido pela Lei Federal Brasileira nº 10.520/2002.

Quem poderá assumir a 25ª Festa Nacional do Pinhão?

Autoridades de trânsito participam de curso em Itapema

O diretor de Trânsito, Diego Oliveira, o gerente de Processos da Diretran, Gustavo Oliveira, e os coordenadores Cláudia Silva e Felippe Cirilo participaram nos dias 9 e 10 de abril, no hotel Beira-Mar, em Itapema, do curso especializado em Análise e Julgamento de Recursos Administrativos de Trânsito. 

Ministrado por equipe especializada em trânsito, com destaque para o professor José Leles de Souza (doutor em engenharia de transportes, pela USP), o curso teve por objetivo capacitar a autoridade de trânsito municipal e os profissionais responsáveis pela análise e julgamento da defesa de autuação e dos recursos interpostos contra infrações de trânsito. 
“Este curso, promovido pela Ascontran, possibilita uma visão prática e abrangente, baseada nos preceitos legais e em técnicas de análise de processos administrativos”, destaca Cláudia Silva.

Agentes de Trânsito: Diretran encontra carro abandonado no Morro do Posto

Trata-se de um Gol, placas de Biguaçu, com registro de furto
Pela terceira vez, neste mês de abril, os agentes de trânsito da Diretran atenderam denúncia de carro abandonado em via pública. Eles estiveram na manhã desta segunda-feira (13) na rua Gonçalves Ledo, bairro Morro do Posto, onde encontraram um veículo Gol, placas de Biguaçu (SC). 
“O carro está com registro de furto. Esse já é o terceiro atendido pela Diretran, neste mês de abril”, informa a coordenadora dos Agentes de Trânsito, Cláudia Silva.

Fim de semana marcado por atos de vandalismo contra o patrimônio público

O fim de semana foi novamente marcado por atos de furto e vandalismo contra o patrimônio público. Desde sexta-feira (10) foram registradas mais de três ocorrências. Pensando em acabar com a ação dos vândalos, a Secretaria de Segurança e Ordem Pública definirá um plano de ações junto às demais secretarias. 
Nos últimos dias houve a intensificação da ronda de fiscalização dos prédios públicos. Segundo o diretor de Segurança, Paulo Roberto Oberziner, é necessário o apoio de toda a comunidade para combater o vandalismo. “Traçaremos um plano de metas para que essas ações diminuam.
 Ainda temos uma carência de efetivo na vigilância dos prédios públicos, mas estamos trabalhando para reverter essa situação”, declara.


Entre as medidas a serem tomadas está a efetivação de uma campanha de conscientização junto às escolas e a divulgação constante do disque-vandalismo, que está em funcionamento há cerca de dois anos. “O número (49) 8427-1052 está disponível 24 horas por dia e a ligação pode ser feita a cobrar. O importante é que todos estejam atentos e nos auxiliem”, reitera Oberziner.

Salão do Livro: evento começa com programação para o público infantil

A segunda edição do Salão do Livro da Serra Catarinense iniciou com uma programação diversificada para o público infantil. 
Nesta segunda-feira (13), os alunos da rede municipal de ensino puderam aproveitar as apresentações de teatro, contação de histórias e as cantigas de roda. 
O escritor indígena Daniel Munduruku fez um bate-papo com a criançada. Além disso, eles conheceram a feira do livro.
Antes mesmo do bate-papo começar, a aluna e professora Fatima Maciel e Silvana Dalla  Costa, do curso técnico em Biblioteca do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), fizeram uma entrevista que vai incrementar o trabalho de incentivo à leitura feito em sala de aula. “Adorei a entrevista. Ele é superinteligente e objetivo nas respostas”, conta Fatima depois de fazer uma série de perguntas sobre leitura ao escritor.


De forma bastante lúdica e divertida, Daniel atraiu e manteve a atenção das crianças que participaram. Na primeira fila estava a pequena e atenta Kamila Oliveira, de 5 anos. Quase sem piscar, ela acompanhou cada palavra dita pelo indígena durante a contação de histórias que trouxe o cotidiano do povo mundurucu, que significa formiga grande. “Gostei muito das histórias”, avalia timidamente a menina.

Com recursos próprios: Semasa recompõe asfalto da Via Gastronômica

Iniciou na manhã desta segunda-feira (13) a obra de recomposição asfáltica da rua Emiliano Ramos, a Via Gastronômica, no Centro, executada pela empresa AS Construtora (Schumacher), viabilizada com recursos próprios da Secretaria Municipal de Águas e Saneamento (Semasa). 
A recuperação ocorre desde os cruzamentos com as ruas Aristiliano Ramos e Caetano da Costa Júnior e avenida Presidente Vargas. Ao todo, 12 operários atuam com utilização de máquina acabadora, rolo compactador, três caminhões basculantes (caçambas), trator espargidor de asfalto e caminhoneta para o transporte de ferramentas.

A obra foi acompanhada no início da tarde desta segunda pelos secretários de Águas e Saneamento, Benjamin Schultz; de Planejamento, Jorge Raineski, e de Infraestrutura, Álvaro Mondadori (Joinha).
 A reconstituição asfáltica deverá estar concluída em cinco dias. Em 2014 a Semasa construiu duas novas redes de fornecimento de água potável, uma de cada lado da via, e rede de coleta de resíduos sanitários (esgoto). “E isso motivou a recomposição asfáltica”, diz Benjamin.
As tubulações das redes de água e de esgoto eram bastante antigas e foram integralmente substituídas com recursos da Semasa. A pavimentação, última etapa, não havia sido realizada ainda devido ao cabeamento subterrâneo e às obras de colocação dos pavers para os passeios públicos”, segundo ele. Contabilizados substituição de redes de água e esgoto, ligações domiciliares, material de água e esgoto, equipe técnica, equipamentos, canteiro de obras, serviços preliminares e reconstituição de pavimento chega-se a R$ 374.078,53 em investimentos.


Pendências
Embora a população já possa visualizar elementos de um novo layout, ainda há um longo caminho a ser percorrido. O secretário Jorge Raineski pontua que há muito o que se fazer na Via Gastronômica. “Agora já é possível a população visualizar um pouco da aparência da nova via, já não existem mais o pó, lama e buracos”, analisa. De acordo com Raineski, ainda restam ser executados os trabalhos de arborização; bancos; lixeiras; canteiros, que farão parte da região dotraffic calm (serão quatro ao longo da via); retirada dos postes por parte das Centrais Elétricas de Santa Catarina (Celesc), pois ainda se aguarda o resultado das tratativas sobre a renovação do contrato com a executora Quantum para que se possa dar continuidade à instalação dos postes de iluminação pública padrão.
Também falta a conclusão da instalação da iluminação pública; pintura final; limpeza; demarcação dos estacionamentos e placas de sinalização para estabelecer ordenamento e organização do espaço. “A parte de embelezamento está 30% concluída e o que compete à prefeitura já estaria realizado. A empresa que venceu a licitação ainda não pode executar a iluminação pública, colocando os postes padronizados, devido à alta tensão, o que oferece risco. Por conta da sedimentação do solo, há pavers que deverão ser substituídos por estarem tortos, somente depois da retirada dos postes da Celesc”, pontua.
Os acabamentos serão realizados depois disso, o que já era para ter sido feito em março, depois de prorrogações anteriores, conforme Raineski. Está pronto o serviço de instalação das tubulações que receberão o cabeamento tanto da rede elétrica quanto das compartilhadoras (telefonia,internet e TV a cabo), de responsabilidade da administração municipal.
Fontes dos recursos
O secretário Álvaro Mondadori (Joinha) reitera que a Infraestrutura desempenha o papel de fiscalização das obras da Via Gastronômica, um projeto da Secretaria de Planejamento, executado com verbas do Ministério do Turismo, viabilizadas pela deputada federal Carmen Zanotto.
O valor total da obra para toda extensão da Via Gastronômica é de R$ 5,9 milhões, recursos de investimento do governo do Estado. A parte das compartilhadoras banca-se com recursos de contrapartida da prefeitura, em torno de R$ 1,6 milhão. A Celesc é fiscalizadora do contrato com a Quantum e emissora do pagamento por intermédio do convênio com o Estado. Estão destinados, além disso, para a revitalização, montante proveniente de emenda parlamentar da deputada federal Carmen Zanotto ao Ministério do Turismo, sendo cerca de R$ 900 mil.