Wooden House | Girso Palma

JASC 2017

quinta-feira, 22 de outubro de 2015

Polícia Ambiental se aproxima de comunidades para debater sobre controle populacional do javali

Os debates e discussões buscando soluções legais sobre o controle populacional do Javali na região da Serra Catarinense têm sido intensificados. A Polícia Ambiental, por meio do Grupo de Educação Ambiental tem orientado moradores da região para tentar controlar a espécie.

Em Ponte Alta o encontro ocorreu no Clube de Caça e Tiro. Moradores e sócios do clube estiveram presentes. Os policiais falaram sobre o histórico de entrada dos animais no país, comportamento, alimentação e reprodução da espécie. Na oportunidade foram abordadas as questões relacionadas ao impacto econômico, ambiental e de saúde pública relacionados a invasão da espécie no Estado. 

A Polícia Ambiental vê o Javali como um problema muito grave e afirma que a solução é buscar alternativas legais para combater a espécie. 
“Estamos orientando a população de como realizar o abate. 
Temos uma preocupação muito grande com a reprodução incontrolada dessa espécie, por isso estamos intensificando nossos encontros, nos aproximando ainda mais dos produtores rurais”, explica o major da 4° Cia de Polícia Ambiental de Lages, Frederick Rambusch.
De acordo com a Polícia Ambiental, somente em 2015 já foram expedidas 225 permissões para o abate do Javali. O major explica que o processo de obtenção da permissão é bastante simples, tanto que somente numa das propriedades cadastradas já existem 21 pessoas autorizadas a realizar o abate do javali, de maneira qualificada e em conformidade com as normas vigentes.

Nenhum comentário: