Wooden House | Girso Palma

NATAL FELICIDADE 2017

segunda-feira, 26 de outubro de 2015

Audiência da Câmara ouve reivindicações de lideranças comunitárias de Lages

Na última quarta-feira (dia 21), uma audiência pública trouxe à Câmara de Lages diversos presidentes de associação de moradores e lideranças comunitárias, que puderam apresentar as principais reivindicações das regiões onde vivem aos vereadores, secretários municipais e representantes do Governo do Estado.

                A reunião foi proposta pelo legislador Pastor Mendes (PROS) e teve o objetivo de valorizar os 74 bairros de Lages e elencar as prioridades para cada região. “Os presidentes das associações de moradores buscam fazer seu melhor, eles são eleitos pelas pessoas de seus bairros, investem seu tempo e empenho para que as coisas venham a acontecer em Lages. (...) Não podemos ver a luta e a correria deles e ficar de braços cruzados”, afirmou o proponente.
                Mendes prometeu levar as demandas apresentadas na sessão até as mãos do prefeito Elizeu Mattos (PMDB) e do governador de Santa Catarina, Raimundo Colombo (PSD). “Vamos fazer a entrega ao prefeito e procurar entregar para o governador, que tem muito amor e carinho por Lages.  
Quando solicitado ao vivo e a cores ele sempre atendeu aos pedidos. 
Vemos a boa vontade e a sensibilidade que ele tem, por isso, acredito que teremos estes investimentos dos bairros. Se alguma coisa vier, já terá valido esta audiência pública”.
                A mesa de trabalhos foi composta pelo secretário de Desenvolvimento Regional de Lages, João Alberto Duarte, pelo secretário municipal de Infraestrutura, Álvaro Mondadori Junior (Joinha), e pelo presidente em exercício da União das Associações de Moradores de Lages, José Cardoso de Souza (Tio Zé).
“Quando temos a oportunidade de nos expressar em uma sessão ou audiência podemos ver retribuídos os esforços dos presidentes para o benefício das nossas comunidades. Peço as autoridades aqui presentes que olhem com carinho para estes líderes das regiões, que são os primeiros a serem cobrados pela população na hora que ela mais precisa”, aconselhou o Tio Zé.

Nenhum comentário: