Wooden House | Girso Palma

JASC 2017

segunda-feira, 28 de setembro de 2015

Chuvas em Lages: Defesa Civil atende a inúmeras chamadas no final de semana chuvoso

A previsão de chuvas para este final de semana se confirmou e nas últimas 24 horas, a partir da noite de sexta-feira (25), ocorreu uma precipitação pluviométrica de 81 milímetros, quando a média mensal de chuvas na região é 120 milímetros.
Neste período de chuvas intensas e intermitentes, a Defesa Civil de Lages que trabalha conjuntamente com a Secretaria do Meio Ambiente e Serviços Públicos tinha atendido até às 23h30 horas deste sábado a 25 chamadas, a maioria delas relativas ao atendimento de famílias que tiveram suas casas atingidas pelas enxurradas.
Segundo o coordenador da Defesa Civil, Adilson Paneck, cerca de 100 pessoas saíram de suas causas, por precaução, e foram para casas de parentes e vizinhos. Os bairros mais atingidos pelas enxurradas foram: São Pedro, Universitário, São Cristóvão, São Vicente, Ipiranga, Passo Fundo e trechos da avenida Belizário Ramos (Carahá).

A previsão é de que a partir da meia noite deste sábado as chuvas cessem, não havendo, portanto, risco de novos alagamentos causados pelas enxurradas. “Vamos permanecer de sobreaviso e monitorando os rios urbanos e o rio Caveiras”, disse o secretário do Meio Ambiente.
Socorro da Defesa Civil
Na avenida Carahá o rio de mesmo nome transbordou desde imediações do Fórum Nereu Ramos até próximo a sede da APAE. 
E foi próximo a este local que a equipe da Defesa Civil teve de atender o motorista de uma Van que tentou transitar pela avenida alagada. Veículo e motorista foi socorrido pela Defesa Civil. 
Ao todo foram instalados 150 cavaletes para sinalizar as áreas de alagamentos de vias públicas (interdição de trânsito).

Às 16 horas deste sábado, quando se deslocavam para o bairro São Miguel para atender a um caso de entupimento de bueiro que ameaçava alagar residências, equipe da Defesa Civil formada por Adilson Panek, pelo secretário Hampel e o gerente Eder de Liz se depararam com um princípio de incêndio em uma residência localizada nos fundos de um lote, próximo a outras três casas. “Tivemos de apagar o fogo com baldes de água.
Foi feito uma corrente humana e arremessados cerca de 40 baldes de água sobre as chamas.
 A intervenção teve de ser feita pelo telhado da casa onde residia um casal de idosos de cinco crianças.
 Quando o Corpo de Bombeiros chegou às chamas já haviam sido debeladas”, relata Hampel.
Houve também um deslizamento de um barrando no bairro Ipiranga, sem que apresentasse perigo aos moradores que residem próximo do local. A Defesa Civil trabalha com uma equipe de 25 pessoas, entre agentes próprios e gerentes da Secretaria do Meio Ambiente, coordenados pelo secretário municipal Mushue Hampel. Os telefones da Defesa Civil são: 84064037; 3222-9661 e 199.
Fotos: Sandro Scheuermann




Nenhum comentário: