Lixo no Lixo

domingo, 30 de junho de 2013

Maiores investimentos do Governo em São José do Cerrito são nas estradas e no agronegócio

O Secretário de Desenvolvimento Regional, Gabriel Ribeiro, fez um relato das ações do Governo do Estado em São José do Cerrito, durante sessão na Câmara de Vereadores, sexta-feira passada. O pronunciamento foi transmitido pela rádio comunitária local. “A aproximação entre a SDR e os municípios vai se consolidando a cada dia, e estamos percorrendo a região para falar sobre o que está sendo feito e abraçar novas demandas”, diz o secretário.
Os principais investimentos concentram-se nas estradas. De 2011 para cá, foram liberados R$ 900 mil para a conservação das vias que dão acesso as comunidades rurais. O município tem mais de mil quilômetros de vicinais, que precisam estar em boas condições para que o escoamento da produção agrícola não seja prejudicado, e para que os moradores do interior tenham acesso às escolas, postos de saúde e ao comércio.
Os recursos para a execução de duas grandes obras rodoviárias estão assegurados. Recentemente, o governador Raimundo Colombo autorizou o repasse de R$ 1,8 milhão para o asfaltamento do contorno viário que liga a BR 282 ao centro da cidade. A prefeitura está preparando o edital de licitação.
O processo burocrático que envolve a pavimentação da SC 120 até Curitibanos também está em andamento. As audiências públicas foram realizadas no começo do ano, e o projeto geométrico está sendo finalizado. O trecho tem 40 quilômetros, e estima-se um investimento de mais de R$ 40 milhões.
Para fortalecer o setor agrícola, o Governo investiu mais de R$ 1 milhão na compra de implementos e na construção de sistemas de abastecimento de água. Gabriel Ribeiro também destacou a adesão do município ao Programa Juro Zero da Agricultura. Até agora, foram realizadas 349 operações, e o Governo bancou juros referentes à R$ 5,8 milhões em empréstimos. “O agronegócio é a principal atividade econômica da região, e São José do Cerrito, que se destaca na produção de soja, milho, feijão e cebola, vem aproveitando o programa para crescer”, disse o secretário.
As escolas Leovegildo Esmério da Silva e Mauro Gonçalves Farias passaram por reformas estruturais, e em breve o Cedup Caetano Costa receberá um novo maquinário para as aulas práticas no campo. O Governo também entregou ao município um ônibus para o transporte dos alunos, e uma ambulância para o deslocamento de pacientes.  

Juro Zero
Uma cooperativa que congrega 22 famílias e produz 120 toneladas de cebola orgânica por safra. Há alguns meses, os cooperados compraram, por meio do Juro Zero, uma máquina empacotadora para uso coletivo. O equipamento custou R$ 14 mil, e permitiu que a produção chegasse diretamente até o principal cliente da cooperativa, a rede de supermercados Pão de Açúcar. “Antes vendíamos a cebola para uma empresa de São Paulo que embalava e revendia para a rede. As famílias lucravam bem menos do que hoje”, diz o cooperado Renan Ferreira.